O perigo por trás das OTAs – Parte II

Marketing Digital para Hotéis e pousadas
No artigo anterior falei sobre os perigos em depender somente de OTAs para aumentar as vendas da sua empresa. Recebi dezenas de e-mails de empreendedores que estão passando exatamente por este grande problema. Todos me fizeram a mesma perguntaram: O que eu posso fazer? Como você pode me ajudar?

Pensando nisso, resolvi montar um grupo exclusivo de empreendedores onde pretendo compartilhar dicas e soluções importantes sobre como aumentar suas vendas e a sua divulgação na internet. Se você tem interesse, acesse este link e se inscreva no meu Grupo de Marketing para Hotéis.

Agora que você já se inscreveu no meu Grupo Exclusivo, vou compartilhar algumas das estratégias trabalhadas pelas OTAs que podem ser aplicadas hoje mesmo em seu hotel ou pousada. Vem comigo!

E-mail marketing para hotéis

Cerca de 80% das empresas que eu conversei nunca trabalharam o envio de e-mail marketing de forma constante e estratégica. E as OTAs fazem isso todos os dias!


As OTAs monitoram as pessoas dentro dos seus sites, assim, quando alguém pesquisa por um destino e sai da OTA, ela começa a enviar e-mails com ofertas do destino pesquisado ao usuário.

Esta é uma ferramenta poderosa em nosso trabalho de marketing! Cerca de 70% das conversões são resultado de campanhas bem-sucedidas que utilizaram em seu escopo a ferramenta de e-mail marketing.

Além de potencializar vendas e proporcionar um bom relacionamento com a sua lista, o e-mail marketing tem um custo de investimento extremamente baixo, dessa forma sua empresa gasta pouco e atinge resultados satisfatórios.

Facebook e redes sociais

100% das empresas que conversei estão no Facebook, porém ao visitá-las, estavam desatualizadas ou com pouco conteúdo. Nenhuma das empresas investiu uma verba, mesmo que discreta, em campanhas pagas/patrocinadas!

Hoje o Facebook limitou a quase zero, o alcance orgânico das páginas dentro de sua rede, ou seja, se você fizer uma publicação na sua página sem impulsioná-la, praticamente ninguém vai ver.

Os usuários só terão acesso ao conteúdo se acessarem diretamente a sua página, pelo feed de notícias essa visibilidade orgânica torna-se algo quase impossível.

As OTAs vivem anunciando destinos nas redes sociais e eles alcançam milhões de pessoas todos os dias. Ao clicar sobre os anúncios, os usuários são redirecionados aos sites das OTAs, onde geralmente há uma oferta. Isso poderia ser feito em seu hotel ou pousada, não é mesmo?

Parceiros de divulgação

OTAs como a Booking, possuem milhares de parceiros espalhados por todo o mundo. TripAdvisor, Trivago, Melhores Destinos, são alguns destes parceiros.

A Booking sabe que não consegue cobrir 100% das pessoas, então ela faz parcerias, onde ela paga comissão pelas vendas originadas no site deles.

Por exemplo, estou navegando no TripAdvisor, pesquisando um hotel em Gramado, se clico em reservar dentro do TripAdvisor, sou redirecionado para o motor de reserva da Booking e, se finalizar a compra, cerca de 50% da comissão paga à Booking vai para o TripAdvisor, e assim para todos os parceiros que ela tem.

No final as OTAs possuem dezenas de parceiros que as ajudam a vender ainda mais, e cada parceiro tem suas próprias estratégias de marketing para conseguir mais vendas.

O mesmo pode ser feito com a sua empresa, crie anúncios dentro sites como .vou.la, ecoviagem, TripAdvisor ou sites relevantes em sua região. Isso aumentará sua visibilidade e trará mais pessoas ao seu site. Evite pagar por este tipo de parceria, ok!

Campanhas Patrocinadas no Google Adwords


As OTAs também trabalham campanhas patrocinadas no Google, anunciando em cima das palavras-chave do seu nome. Eu falei sobre isso no meu primeiro artigo (Se você ainda não viu, dá uma passadinha lá).

Muito mais que anunciar utilizando o nome de sua empresa, eles anunciam nas palavras-chave mais buscadas para o seu destino, como: "hotel em granado", "pousada em ilhabela" e etc. Parte das pessoas que buscam este destino encontrarão conteúdo no site das OTAs.

Você também deve investir em Google Adwords, mas procure uma agência especializada para obter o máximo de retorno com o menor investimento possível. Google Adwords é uma das ferramentas mais caras para se investir e deve ser acompanhada de uma forte estratégia de captação leads.

Você pode explorar também as opções de remarketing! Quando o usuário acessa o seu site e vai embora, ele recebe uma espécie de “selo”, assim, começará a aparecer anúncios do seu hotel em outros sites, reforçando assim a sua presença.

Site de qualidade (O mais importante de tudo)

Repare em todos os sites de OTAs, note que eles são pensados estrategicamente para vender. São responsivos, rápidos, bonitos em sua maioria e fazem o que propõem, vender, vender e vender!

Notem também que todas as estratégias trabalhadas levam os usuários ao site das OTAs. É imprescindível que o site seja sua plataforma central de vendas, pois nele você tem total controle, sem depender de terceiros.

Seu site também deve ser pensado e desenvolvido dessa mesma forma; rápido, responsivo, estratégico, permitindo que você venda o máximo possível diretamente por ele.

Como disse no meu primeiro artigo desta série, cerca de 70% das pessoas que saem do site das OTAs ou de seus parceiros e vão em busca do site oficial do hotel ou pousada.

Imagine que a cada 100 pessoas que acessam as OTAs, 70 delas vão parar no seu site. Se o seu site passar credibilidade (pois a Booking tem credibilidade de sobra), estes 70 usuários devem negociar diretamente com você.

Esta é uma excelente oportunidade para você vender sem ter que pagar comissão por isso.

Outras estratégias

As OTAs trabalham ainda com dezenas de outras estratégias, mas as principais foram listadas acima. Passe a aplicar estas estratégias em seu negócio e você sairá desta dependência, tenho certeza!

Conclusão

Você deve estar pensando: Diogo, estas OTAs possuem muito dinheiro e podem investir, eu não.

E é aí que você se engana. Nenhuma OTA coloca dinheiro do bolso para te divulgar, ela não precisa disso e não vai fazê-lo nem que você peça. O que eles fazem é pegar uma parte da comissão paga a eles para investir em marketing, seja no seu hotel ou no hotel de seus concorrentes. Explico:

Supomos que você pagou R$ 1.000,00 reais de comissão à Booking neste último mês. Cerca de 50% deste valor vai para os parceiros da Booking (TripAdvisor, Melhores Destinos, etc). Cerca de 20% será reinvestido em marketing no seu hotel ou de concorrentes e os 30% que restam, é de fato para a Booking. Claro que este é apenas um exemplo.

Você deveria estar fazendo o mesmo. Em vez de pagar 14% de comissão às OTAs que concorrem diretamente com o seu negócio, separe 10% do seu faturamento e invista no marketing de sua empresa. Isso deve ser uma prática fiel; separar uma porcentagem para investir no marketing de sua empresa.

Em um ano de trabalho você conseguirá resultados tão bons que nunca mais ficará dependente de OTAs.

Bom, estou montando um grupo exclusivo de empreendedores onde irei compartilhar dicas e soluções exclusivas sobre como aumentar suas vendas e sua divulgação na internet. Se você tem interesse, clique no link abaixo e faça parte do meu Grupo de Marketing para Hotéis.

Faça parte do meu GRUPO DE MARKETING exclusivo para hotéis e pousadas!


Nos vemos na próxima! 😉

Sobre o Autor Diogo Franco

Sou sócio diretor da Agência WebSocorro e da TurisTEC Soluções em Internet, criadora dos portais Ecoviagem e .vou.la, que atualmente atendem mais de 8 mil empresas do setor turístico no Brasil. Trabalho a mais de 10 anos com marketing digital e desenvolvimento de soluções web interativas. Evangelista da web aberta e defensor da acessibilidade na web. Adoro compartilhar minhas experiências adquiridas com milhares de empresas ao longo destes anos e não desprezo uma conversa junto a um bom café. Adoro viajar, conhecer novos hábitos e soluções inovadoras.

Deixe seu comentário